quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Funcionária do Mackenzie - Desaparecida


Há um mês a inspetora de alunos do Mackenzie Ellen Ferreira, de 53 anos,
foi visitar um filho na zona leste e desapareceu.
A última vez que foi vista foi na Rua Marciano Capella, Vila Ré, em São Paulo,
no domingo (16/10/11) pela manhã. Ela estava indo para o metrô Patriarca.

Os desaparecidos em São Paulo são tratados como números e isso é inadmissível.
Por isso, vamos espalhar esta notícia para saber se alguém viu ou sabe de algo.
A família está desesperada. Ellen é uma pessoa muito querida e não tinha qualquer motivo para desaparecer desta maneira.

"Parece um pesadelo. Pior que a morte, só a dúvida", desabafou Fabiana Ferreira Dias Avilé, de 30 anos, filha de Ellen Ferreira, de 53 anos, desaparecida há quase um mês em São Paulo. Ellen foi vista pela última vez no dia 16 de outubro na Vila Ré, Zona Leste da capital paulista.

Segundo Fabiana, Ellen saiu na manhã do dia 16 para visitar o filho Dyego Ferreira de Barros Dias, 27 anos, na Vila Ré. Ela deixou o local por volta das 10h em direção à Estação Patriarca do Metrô, e nunca mais foi vista.

"Nós puxamos o seu extrato do Bilhete Único com a SPTrans e não há nenhum registro após ela ir à casa do meu cunhado. Também não houve nenhuma movimentação bancária, tanto no cartão de crédito como em caixas eletrônicos. A polícia pediu a quebra do sigilo telefônico e as fitas das estações do Metrô, mas isso ainda vai demorar um tempo para sair. Estamos desesperados", afirmou Fabrício Ramos Avilé, 26 anos, marido de Fabiana.

Saiba mais:

Família registra desaparecimento de funcionária de colégio em SP

Familiares de Ellen contrataram uma equipe particular de investigadores para auxiliar na busca da inspetora de alunos, que trabalha no colégio Mackenzie, na região central de São Paulo. "Eles dizem que há 50% de chances de ela ter sido raptada e 50% de ela ter perdido a memória e não conseguir voltar para casa", completou o genro de Ellen.

A Delegacia de Pessoas Desaparecidas, do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), também investiga o desaparecimento da inspetora.

"Minha mãe é uma pessoa muito doce, de bom coração, super regrada. Nunca fazia nada sem avisar. Não vejo motivos para alguém ter feito alguma maldade com ela. Tenho esperança que ela ainda esteja viva", disse Fabiana.

O Mackenzie confirmou o desaparecimento de sua funcionária e informou que o fato ocorreu fora do horário de trabalho. Em nota, a instituição disse que se colocou à disposição da família para auxiliar nas providências necessárias.



Se alguém tiver qualquer pista, por favor entrar em contato com:

Fabricio: (11)9239-2118 // (11)2241-8348

Fabiana: (11)9204-4131

Danilo: Nextel 1211*278

Fontes: Portal G1 - Portal R7

Postar um comentário